quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Noel Moreno Leite


E-MAIL:      dagazema@gmail.com

NOEL MORENO LEITE (17.09.1959   -   02.02.2015)


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Hoje 13.08.2017 é só mais um dia,  entre todos e sempre,  que levanto-me com o pensamento
em meu amado irmão.   
Foi assim desde que conheco-me por gente, pois éramos unidos.  

Um sentia a felicidade do outro,  a dor também.

Noel, sei o quanto vc amou seus filhos,  sei a SAUDADE QUE DEIXOU NO CORAÇÃO DELES.
Na vida a gente luta tentando acertar.   E vc foi isto, um lutador.

Amo você meu irmão, para sempre!  MUITA SAUDADE, MUITA SAUDADE.
SEI QUE VOCÊ ESTÁ EM LUGAR LINDO, POIS FOI UMA PESSOA LINDA.


(Marina - 13.08.2017)

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

NOEL

DEUS TUDO VÊ...  assim eu penso,
por isto a justiça acontecerá.



MEU IRMÃO, SEI O QUANTO VOCÊ AMOU SEUS FILHOS.

SEI QUE FARIA QUALQUER COISA PARA QUE ELES NÃO SOFRESSEM.








Peru 



Para quem não sabe,  o cantor brasileiro Roberto Carlos tem uma música que fala tudo sobre o amor.  Clique no link do youtube.  Eu senti tudo isto quando escrevi esta poesia para o Noel.



///////////////////////////////////////////////////////////////////////////


Hortelã do quintal, que ele gostava com purê de batata. (rs) 

rosinha clicada em 17.09.2016

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////



Meu irmão foi a  minha alma gêmea, muito amor.   Agora só tenho a SAUDADE,  o escrever,   as lindas  lembranças.   A vida é mesmo uma viagem,  de duração desconhecida.    Que saudades meu irmão, que saudades!    Eu não fico deprimida, não preciso de nada a não ser escrever, ver as fotos, lembrar.  Foi muito amor que compartilhamos...  Hoje é o aniversário de SP,  2015.  Ela estaria bem mais bonita com vc,  mas é a vida!    (Marina)



17 de setembro de 1959

Data que veio ao mundo meu irmão querido.  Como nos amamos!  Que saudades!





Em 01.05.2013  Noel pegou as ferramentas em Osdorp (Holanda) para consertar alguma coisa.  Ele era uma pessoa sempre ativa,  sempre  disposto a fazer algo,  sempre disposto a ajudar.   As ougtras duas fotos foram clicadas quando estávamos passando defronte a uma escola,  também em Osdorp (Holanda).  Um passeio tao gostoso. Oh meu Deus, que privilégio eu tive nestes 55 anos ... com a presenca de meu amado irmao.  Que saudades.



Esta foto estava em um arquivo de minha máquina fotográfica,  só agora a descobri (02.11.2015 um dia de finados).
Oh saudades meu irmão. 












foto clicada por mim em 1982

NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN



Enquanto Noel estava vivendo sua aventura,  daqui de casa capturei uma foto do site da empresa de paraquedismo,  fiz esta montagem para meu irmão e publiquei.  Mostrei para ele assim que chegou e disse assim:
- Marina, esta foi a maior  experiencia de minha vida. 
Ele estava muito feliz.  Estava no melhor momento da vida, quase para se aposentar, com planos de viajar em setembro de 2015 para conhecer diversos países da Europa.  


F
Salto de paraquedas em 18.01.2015, com seu filho.











NOEL E SUA EXPERIÊNCIA MAIS FANT'ASTICA  (18.01.2015)

Junto com o Daniel Pane e a equipe VIDA AZUL.... Noel realizou um sonho.

Ele teve muitos sonhos.










FOTOGRAFIA ABAIXO:

Noel Moreno Leite (à direita) com o sorriso de felicidade,  ao lado da neta e do filho cacula, companheiro na aventura de saltar de paraquedas dia 18.01.2015.     Dia especial em Boituva-SP.



Obs:
Estou vendo esta fotografia pela primeira vez, publicada por meu sobrinho em 17.06.2015.   Como é gostoso ver as coisas relacionadas a meu irmão!  Sempre fui uma irmã apaixonada por ele, sempre.
Sou daquelas que compra a briga quando algo se relaciona a quem  amo.    Sempre amei meu irmão, sempre falei dele,  agora restam estas lindas lembrancas,  as quais me mantém.

Sabe aquele sentimento de se ter alguém para todas as horas?   Assim era o Noel para mim.   Ele esteve presente em todas as horas, em todos os momentos de felicidade e nas dificuldades.  Nunca estive sozinha, tinha ELE.   Ficou o sentimento de estar orfã.

Mas Deus sabe de todas as coisas,  eu tive o meu tempo com ele e pronto.

 Oh saudade!




Indo para o Pq.Ibirapuera (SP)  janeiro 2015








Férias em Cond. Vilas Jacuípe - Bahia (2014)














AZUL
cor que Noel gostava







NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN




Amsterdam - 06.05.2013
Estávamos sentados observando o movimento,  escutando dois rapazes cantando e tocando na Praca Dam. Noel prestava atenção, sorrindo.  Quando eles encerraram o Noel comentou que gostava muito daquela música.  Então fomos perto deles.  Ficaram alegres e iniciaram uma cancao somente para o Noel.  A alegria do meu irmão foi contagiante.

Noel Moreno Leite em Amsterdam
Clique para ver a alegria de meu irmão!

NNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN
Com o sobrinho José Moreno em Zaanse Schanse (Holanda 2013)  Lindo passeio. 


2013 Amsterdam


2013 Amsterdam ( passeio lindo - Noel e o sobrinho José Moreno, cada um com sua bike)







UM POUCO DA VIDA DE

NOEL MORENO LEITE

                                                 


Sou a única irmã de Noel Moreno Leite, além do David (missionário no exterior) .  

Estou residindo em São Paulo há poucos meses.  Nem bem cheguei e sofri uma enorme perda.   Meu irmão Noel Moreno Leite faleceu no dia 02.02.2015,  acidente de bicicleta, quando retornava de um passeio com a esposa Jane.






NOEL MORENO LEITE  é o segundo filho, nasceu no dia 17 de setembro de 1959 às 21:10 hs. no Pronto Socorro do Ipiranga.  Cidadão brasileiro e espanhól (Alfarnate-Málaga). Filho de Maria Moreno Leite e José Natal Leite.

Estava na melhor fase de sua vida, com muitos projetos de viagem. Muitos projetos para desfrutar a vida, já que passou a maior parte dela  trabalhando demais, com a responsabilidade da família.




Era funcionário público há quase 3 décadas,  passou por diversos setores no Hospital Campo Limpo, que fica na Estrada de Itapecerica,  região de Santo Amaro.    Era responsável, dedicado.Viu diversas situações trágicas no Pronto Socorro do hospital, uma rotina para ele.  Justamente por trabalhar em hospital,  ele tinha uma  força incrível, não se abatia por qualquer coisa.   





Noel gostava de desenhar,  de criar.  Na década de 70 fez um curso na Protec, uma escola conceituada da época,  mas não prosseguiu na área.  Fazia arte com madeira,  com metal,  com sementes, etc.  Ultimamente, em suas horas vagas,  confecionava motos em miniatura, com metais reciclados. Tinha muito orgulho em mostrar sua arte. Não as vendia,  era um hobby.   Era também qualificado na área elétrica, inclusive de empresas. 

Noel tinha muitas habilidades natas.   Por isto mesmo nossa mãe o cobrava muito, demais!   Em todo canto tem algo feito por Noel.  Era ele quem podava as árvores, que fez o muro de arrimo, muitas coisas.  Por outro lado,  também foi nossa mãe quem ficou ao lado dele quando meu irmão ficou sozinho,  com a responsabilidade de criar os filhos.     Uns dias antes de partir confessou-me:

-  Marina,  vc e David saíram de S.Paulo.  Eu tive que ficar com a mãe.    É verdade!      Foi ele quem nunca saiu de perto dela,  nunca abandonou seus filhos.   Do jeito dele,  apesar do vício com cigarro,  apesar de não seguir religião conforme o gosto de nossa mãe,  foi um excelente filho.  Não tenho a menor dúvida disto.




Noel não recebeu seu diploma em um colégio,  pois a escola tinha irregularidades.    Foi um fato que prejudicou sua vida. Não vem ao caso questionar isto agora, mas vemos como existe incompetência para fiscalização,  em diversas áreas.   Não fosse esta escola irregular,  ele teria prosseguido seus estudos normalmente,  acredito que seria muito diferente.



Trabalhou por um bom tempo em uma empresa de publicidade, (OURO 21) onde teve contato com jovens intelectuais que ele gostava, por exemplo Marcos Baldini,  Sérgio Cuevas, Homero Olivetto.    Não lembro o nome dos demais.   Às vezes fazia serviços na  casa de Washington Olivetto.   Sentia orgulho de falar das pessoas bacanas com as quais convivia.   Fui algumas vezes com meu irmão,  na Galeria Ouro Fino.  Estar com o pessoal,  acredito, era uma diversão para ele...   Comentava sobre pessoas bacanas que teve a oportunidade de conhecer, como por exemplo Reynaldo Gianecchini, o qual almoçou ao lado dele, no refeitório,    e  outros.   No dia que fomos retirar nosso passaporte,  no Consulado Espanhol,  aproveitamos para passar na galeria.  Ele gostava muito daquele espaço. 




    Noel na Galeria Ouro Fino   (Rua Augusta -  SP)

   Foto clicada por mim (Marina)




JORNAL SOCORRO NEWS 

- Transporte coletivo ou apelativo?    Com este tema o desenho de meu irmão Noel foi publicado em junho de 1984.








PASSEIOS ESPECIAIS:



.  Fomos para a Holanda e Itália.   Nosso passeio em Veneza foi como uma lua de mel.  Viajar, passear com ele, foram sonhos realizados.    Apesar de toda a cultura, apesar de condição financeira favorável,  VIAJAR PARA TAO LONGE era algo inimaginável para ele.   

Tínhamos um compromisso de voltar a Veneza pois eu perdi todas as fotografias clicadas lá.  Só foi salva uma,  clicada com o celular do Noel.    

Só trabalhava, trabalhava, inclusive nos dias de folga.  Eu o criticava por ele trabalhar tanto,  talvez fosse para esquecer os problemas.  Só mudou nos últimos meses, especialmente depois de nosso passeio para a Holanda e Itália.



Eu realizei outra coisa muito importante.   Fiz uma pesquisa de documentos,  consegui oficializar a nossa descendência espanhola.   NOEL nem acreditou quando pegou o passaporte vermelhinho.    Então me disse:


-  Marina,  sinceramente eu achava que você estava sonhando.


Não estava.   A cidadania dele foi transmitida,  também,  para um de seus filhos,  que ainda tinha idade para isto.  Oh felicidade.  Alfarnate (Málaga) - tínhamos planos de visitar em 2015. 


Certificacion  literal de nacimiento expedida por el Registro Civil de San Pablo  Pag. 99/140  núm.50

Registro Civil  número 296   -   L  002624   -   P  591


FOTOGRAFIAS DO NOEL NO CONSULADO ESPANÓL DE SP    -  19.05.2009





Locomotivas, bondes  era uma das suas paixões.   Realizamos uma viagem para a Holanda, quando chegamos o primeiro lugar visitado foi o Museu de Trem de Utrech.  Ficou encantado.   Aliás,  o retorno a Paranapiacaba foi justamente para ver a vila dos operários, os trens antigos...  Os passeios nos bondes de Milão foram especiais para ele.





A FAMÍLIA

NOEL  teve 4 filhos, os amava INTENSAMENTE.    Dois rapazes e duas meninas.


RECENTEMENTE  sua filha primogênita formou-se na faculdade. Noel ficou muito feliz.  - Agora ela tem CRC!  Disse ele outro dia, com muito orgulho.   Detalhe,  ela conseguiu tudo como bolsista.   Para quem não sabe,  ser bolsista não é fácil.  Se não tem boas notas, se não é esforçado,   é dispensado. Parabéns minha sobrinha,  você deu exemplo,  deixou seu pai muito feliz.   O seu exemplo reflete em todos, inclusive a mim, deixando a mensagem de que todo o dia é dia de recomeçar. 



Seu filho menor também deixou ele orgulhoso,  por sua persistência,  responsabilidade.  Estuda em uma faculdade federal.    O outro filho,  também tem muitas qualidades.  Estou certa de que também voltará a estudar, seguirá seu caminho, orgulhando a família.



Embora dois de seus filhos se destaquem, sempre acreditou nos quatro.  Amou os quatro com a maior intensidade que se pode ter.  Se ele pudesse faria muito mais por eles.  Seu grande desejo, como todo bom pai,  ver seus filhos seguir a vida com independência.  Tenho certeza que todos seguirão este caminho.  



Ganhou duas netas lindas antes de partir.  Quanta alegria compartilhada,  sobretudo com a primogênita das netas, que teve a oportunidade de conviver mais com ele.   Esta neta  o acompanhou quando foi realizar um salto de paraquedas. Eh menina esperta!



Noel foi bom pai, bom filho, bom irmão, bom amigo. Foi um excelente tio,  meus filhos tinham profunda admiração por ele.Todas as vezes que Noel nos visitava....ERA UMA FESTA.  

Quem aproveitou A PASSAGEM DELE,  O TEMPO DELE....  foi um privilegiado.   




Tenho muito para escrever sobre NOEL MORENO LEITE, aos poucos mencionarei aqui.












SAUDADES  meu irmão!

                                   1967










Nosso irmão de criação Moisés e Tute (foto clicada em 1965 Vila Mirante.  Uma fase muito difícil de nossas vidas. 



Alto da Boa Vista - SP   década de 70 (creio que 1979)





1983 Noel foi para Salvador, tinha o desejo de residir lá.  Eu o aconselhei a retornar pois tinha uma filhinha pequena.  Me arrependo ter aconselhado ele a retornar. Acho que meu irmão teria sido mais feliz na Bahia.  




ORGULHO NO TRABALHO DELE

- Noel gostava de trabalhar no hospital, a prova disto é que sempre comentava de coisas.  Quem trabalha em hospital tem um código de ética a ser respeitado,  então as vezes ele silenciava...

Em 2005 ele ganhou este diploma, ficou super orgulhoso.   




NA INTERNET CONSTA UMA SUSPENSÃO, quero aqui deixar o meu esclarecimento sobre o fato.

-   Noel trabalhou em diversas áreas do hospital.    Na seção em que ele trabalhava atualmente,   tudo é responsabilidade da DUPLA.    Alguma falha do colega,  se ocorresse, considera-se também de responsabilidade do outro.   Efetivamente houve uma falha de um colega,  ele também foi responsabilizado.  Nada sério, NINGUÉM MORREU, ou foi prejudicado,   mas convém deixar isto registrado aqui, já que consta a publicação na internet.







Indo para Haia  (Den Haag)  Holanda

I


Sendo fotografada por NOEL, meu irmão.


Caminhando com Giuseppe Gentile,  seu melhor amigo, em Haia.  Ao fundo, a águia. Para quem tem um pouco de cultura saberá o que esta águia tem de ligação com a história de um grande brasileiro. 



O prédio atrás é da justiça,  brincamos muito com o fato de ter este local de descarregar as necessidades,  bem na frente.
Loja de material elétrico. Interessante para ele, já que passou sua vida no meio de fios, tomadas, e outros afins....

Zeemann, uma das lojas mais conhecidas da Holanda.
Ele observando a bandeira do prédio, meu marido de blusa bege, como sempre ao lado dele.
Os 3 olhando para mim, fanática por fotos dos outros.  Selfie de mim, nem pensar.

Meu filho, meu marido e de blusa xadrez...meu querido irmão NOEL MORENOLEITE.







MEU QUERIDO NOEL,  AO ESCREVER SOBRE VOCê,   POSTAR FOTOGRAFIAS.... ME SINTO UM POUCO AO SEU LADO.

    Sempre estive,  mas agora que não posso beijá-lo,   abracá-lo,  ouvir sua voz.  Não dá para ter o mesmo sorriso de antes, impossível.



SAUDADES





FOTOS DA ÚLTIMA VIAGEM, ANTES DO TERRÍVEL ACIDENTE.   (Fotos publicadas no facebook dela,  as quais salvei para publicar aqui)




































B A H I  A     -   em férias

Ponte Juazeiro -  Petrolina









S A L V A D O R    -  em férias




Fotografia clicada em 14.outubro.2015  Salvador  (Centro Empresarial Iguatemi)

Eu e ele fomos no banco,  fechar a venda de meu apto.  Logo após, iniciamos a mudança, as despedidas dos amigos, etc.  























VIAGEM EM 2009 -  MERGULHOS NO PORTO DA BARRA






BRINCADEIRA QUE FIZ COM ELE..................   OUTUBRO 2014







TRILHA ECODUNAS................  foi maravilhoso ir lá com meu amado irmão

Realizamos a trilha junto com estudantes da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) e  estudantes da Faculdade D. Pedro.

As 4 fotos que seguem constam no site da ECODUNAS  ( link abaixo).  As demais fotos foram clicadas por mim.  Eu amava fotografar meu irmão.   Oh meu Deus,  que falta ele me faz!


http://www.unidunas.com.br/trilha-interpretativa-de-grupo-de-visitantes-da-uneb-e-faculdade-dom-pedro-ii-11102014/


foto site ECODUNAS ( com logotipo à direita )


















DEPOIS DO PASSEIO NAS DUNAS.............................FOMOS PARA JACUÍPE

    NOEL  .......  fez um longo passeio de caiaque com um de meus filhos.  (não tenho fotos)  Ele amou.




Com meu   neto Valentin em Salvador
Com minha neta Saskia em  Amsterdam




MEU IRMÃO NOEL deixou sua presença marcada em nossos corações.   Apesar de nossas lágrimas, do espaço vazio,   ELE ESTÁ MAIS PRESENTE DO QUE NUNCA.    PARA MIM ....  TANTO ANTES COMO AGORA,  NADA É FEITO SEM QUE EU PENSE NELE.     A vida dele não teve   ponto final para mim.  

                                                                                               Marina Moreno Leite









Vista que meu apreciava.     Ele teve uma casa enorme em Parelheiros,  mas este apto foi uma realização para ele.  Era próximo da mãe, de tudo, ventilado.  Era seu sonho deixar o apartamento para os filhos.











Castelo em Milão.






MUSEU DO TREM UTRECH (Holanda)








.
















Daria tudo para ter outro abraco dele.













Carregando lembrancinhas para a família.


Sul da Holanda,  voltando da Itália.








ALBEROBELO,  sul da Itália.   Casas construídas de pedra.










MILÃO -  2013   Imitando o pensador (quando viu aumento de salário no contra-cheque pela internet)










Milão   na  FLORICULTURA THATS GENTILE,
                                           observando um lustre artesanal que ele achou interessante.






Período que trabalhou na farmácia do Hospital Campo Limpo.    Visita da irmã Marina.






Eu e ele,  como sempre juntos em momentos importantes.   (2005)




Salvador




                                                               Na Lagoa do Abaeté - Salvador


 Mercado Modelo -  Salvador



(SALVADOR - outubro 2014)
Eu e Noel fomos assistir a um jogo do Bahia,  no Estádio Fonte Nova.  Fomos de ônibus, divertido.

 (O BAHIA perdeu mas valeu o passeio). Nunca tinha ido no Estádio Fonte Nova, foi emocionante por estar junto de meu irmão.  No retorno aproveitamos para passar pelo centro,  conhecemos inclusive o metrô baiano. 






Fomos para um comício em Salvador-Ba,    onde o meu irmão NOEL realizou o sonho de ver a presidente Dilma bem pertinho.  Nossa como ele ficou feliz.     Clicou uma foto (veja).   Aumentando a foto, ela está abaixo da data.  






















 No dia da instalação deste monumento em homenagem ao escritor Jorge Amado, eu e Noel náo poderíamos deixar de registrar o momento.  Jorge Amado foi um político atuante,  não nos envergonhou. Assim como ele,  Noel também foi um homem corajoso, se informando, ia para a rua, defendia ou criticava.  Noel (meu honrado irmão) não foi um gado, mais um do rebanho a ser comandado.  Oh saudades.





Imbuí, onde morei muitos anos (32).  Onde eu e meu irmão compartilhamos muitas alegrias, quando das visitas dele.


Segue em outro momento.



Em 2010 visitamos a Estacao Férrea do bairro Calcada (em Salvador-Ba)    Noel quis andar de trem, nos assustamos com o interior dele.  (vix)







Este (abaixo) é só decorativo.  Que pena, antigamente os trens percorriam um longo caminho,  até cidades do interior.  Agora só chega até a Estacão Paripe.  

Noel ficou feliz quando fizemos este passeio.  Foi muito bom.  Ah meu irmão,  como vc gostava de trem.  Rs












Meu irmão era apaixonado por estes cachorrinhos......




Foto clicada por mim (Marina) em 11.02.2011      Olha o sorriso dele.










Toda a pessoa que trata bem os animais é certo que é alguém do bem...
Noel e o cachorrinho preto de uma de nossas primas.





nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn



06.04.1983   FOTO DE CAPA DO JORNAL FOLHA DE S.PAULO


      Noel é um dos fotografados, estava insatisfeito inclusive desempregado.    Quando aconteceu a derrubada deste alambrado os policiais agiram.  Noel não teve outra saída a não ser correr. Correu bem,  nenhum policial o pegou,  então foi para casa.












29.07.2009







Skype era um jeito da gente conversar com meus filhos.  Noel era uma pessoa que gostava de trocar idéias,  especialmente com jovens.    Meus filhos sempre o admiravam com suas histórias,  sua alegria,  com o jeito meigo e atencioso do Noel.


    -  Meu irmão querido,  que falta vc nos faz!       Era tão bom estar junto de você.































LINKS  publicados BIKE ZONA SUL,  de algo referente ao Noel.




DIA 16.05.2015  
Compareci na homenagem a outra pessoa, em 16.05.2015 na Av.Atlantica, organizada pelo mesmo pessoal que prestou a homenagem ao meu irmão.  Sairam de longe, para mais uma vez...alertar para a paz que se deseja.

A luta do pessoal, principalmente dos ciclistas envolvidos nestas Ghost Bikes é ....... 

            UMA TOCHA DE PAZ....  que se mantém acesa





As fotos abaixo foram enviadas pelo ciclista Wilson Magalhães, em 16.05.2015.    Ele passou pela av. Belmiro Marin (Grajaú), parou e clicou as fotos pois a bike foi danificada.  O pessoal retornará ao local para reparar.      Obrigada Magalhães.












NOEL TRABALHOU QUASE 25 ANOS

NO HOSPITAL CAMPO LIMPO
clique no link abaixo para ler uma homenagem no site SAOPAULOMINHACIDADE








Na Itália  -  Campos de oliveiras









Na Itália  -  estação de trem de Grumo Appula (onde ficamos hospedados)








No Brasil,  voo duplo de paraquedas  (dia 18.01.2015   (VIDA AZUL PARAQUEDISMO  BOITUVA-SP)


A PARTIR DE AGORA 
NOEL MORENO LEITE   é o protagonista da 17. GHOST BIKE INSTALADA
 EM SÃO PAULO

É  essencial que as pessoas pensem, reflitam, façam algo.
PEDALAR  É UMA DELÍCIA,  CHORAR NÃO!  















HOMENAGENS E LINKS AFINS



SITE:   VÁ DE BIKE






O QUE É UMA GHOST BIKE?





BIKE ZONA SUL COMUNIDADE (SÃO PAULO)









SITE: ASSOCIACAO NACIONAL DE TRANSPORTES PÚBLICOS

                           

NOTÍCIA DO ACIDENTE -  RECORD




NO SITE ABAIXO MENCIONA A SEGUINTE ESTATÍSTICA

2000 mortes de ciclistas / ano no Brasil





ALGUMAS HISTÓRIAS SOBRE NOEL

Certa vez percorremos a cidade a fim de encontrar um carro monza para uma propaganda.  Não encontramos, mas foi tão divertido fazermos aquilo.   


Em um determinado período trabalhou para uma ong,  onde também conheceu muitas pessoas interessantes, engajadas no social.  Ele tinha um monte de bonés,  mas usava sempre o da OURO FILMES, inclusive no momento do acidente.  


Tocava violão, teclado (autodidata) embora nos últimos tempos nem tenha encostado no instrumento. Torcia para o corinthians. 

Sabia conversar sobre os mais diversos temas.  Quantas vezes ele falava de algo e perguntava-me.  Vc viu?  Vc sabe?   Sabe quem?     E apesar de minha cultura, sinceramente não chegava ao nível de conhecimento dele. Gostava de ler o noticiário todos os dias. Sempre antenado nos acontecimentos, inclusive do partido político que acreditava. Gostava de ler sobre assuntos científicos.   


Às vezes  ficava meio chatinho,  criticando tanto,  sugerindo tanto.  Às vezes eu até respondia.



- Ah Nô, que se dane aquele partido, que se dane tudo.        Ninguém dá nada para mim.



Ele respondia:


-  Mas não está certo!  E continuava a falar sobre o assunto... Queria discutir, queria sugerir, queria mudar tudo. Ele NÃO foi uma pessoa simples, nem medíocre.  NOEL FOI UMA PESSOA  ALÉM DAS CIRCUNSTANCIAS QUE VIVIA.



Em 1982 fui para a Bahia,   meu irmão ficou aqui em S.PAULO. Foram longos anos longe,  mas sempre nos encontrando, sempre unidos.  O meu sonho era a ida dele para lá, mas ele não podia.



Depois de meus filhos criados,  minha mãe com 81 anos,  resolvi retornar para São Paulo. Por alguns poucos meses vivi no paraíso.  Meu irmão vinha aqui quase todos os dias.  Se não vinha telefonava, ou mandava e.mail.


AH MEU IRMãO


                         É TRISTE TER QUE SEGUIR SEM VOCê.......






EM FAMÍLIA - VILA DAS BELEZAS















       Quando estávamos juntos
        éramos duas crianças !

                                      (Marina e Noel)













       










                                                      AMOR é o que resume todos os abracos em meu irmão.















QUERIDO IRMAO .......................NOEL
                                               QUE PRIVILÉGIO EU TIVE DE CONVIVER
                                                              COM TANTO AMOR

                                                                        COM VOCÊ.





Se alguém desejar incluir alguma fotografia comunique-se comigo. (Marina Leite)












A vida é uma aventura


                                      David Moreno Leite (USA)

Há pouco tempo recebi uma noticia trágica de que meu irmão mais velho faleceu num acidente de bicicleta na zona sul de São Paulo. Embora ele tivesse automóvel e já teve moto por muito tempo, ao que consta continuava fiel ao veiculo de duas rodas.

A bicicleta em alguns países da Ásia é um dos meios de transporte mais populares, devido ao seu baixo custo de manutenção e valor de compra. Em países como Holanda, a questão não é valor, mas uma tradição que persiste por anos. Utilizar bicicleta naquele pais é uma demonstração de que nem sempre a utilização do carro é necessária. A bicicleta não polui, ocupa pouco espaço e pode ser estacionada em qualquer canto.

Em outros países europeus, como por exemplo a França, a bicicleta evoluiu na forma de ciclismo uma modalidade esportiva que atrai milhares de expectadores como é o caso do Tour de France. No Nepal, onde estive algumas vezes, a bicicleta funciona como táxi e transporte de carga.

No Brasil, devido ao seu tamanho continental, relevo e condição econômica de algumas regiões faz com que a bicicleta seja usada em larga escala em alguns lugares, enquanto inexpressiva nos grandes centros urbanos. A cidade de Blumenau , Santa Catarina por exemplo é famosa pelo uso intensivo da bicicleta como meio de transporte urbano. Em grande parte do Nordeste, exceto nas capitais, ela também tem seu destaque.

Na cidade de São Paulo, onde nasci,  o uso da bicicleta é misto – meio de transporte alternativo e lazer. A realidade é que a cidade cresceu no ritmo de megalope querendo ser a Chicago da America Latina. O automóvel se impôs e dominou o cenário. Com a grande concentração de população a partir da década de 50, o transporte coletivo também tiveram seu espaço conquistado e preferência garantida.

Neste período de desenvolvimento, abertura e alargamento de avenidas, canalização de rios, a bicicleta ficou de fora dos projetos municipais.

Até recentemente não se ouvia falar de ciclovia (espaço designado para bicicleta). O problema porém não está apenas relacionado com este espaço exclusivo, é cultural. Grande maioria dos motoristas que transitam nas ruas paulistanas não respeitam as bicicletas. É a lei da selva urbana – Sai da frente que estou passando!. Muitos motoristas alegam que o uso da bicicleta no transito urbano complica ainda mais a situação.

Nesta selva de pedra, nasceu uma competição entre motos e autos. Às vezes uma moto quebra um espelho de um carro, e noutra situação um carro empurra a moto, obviamente com o piloto para o acostamento ou outro espaço disponível. A pobre da bicicleta não tem espaço nem consegue se impor por causa de seu tamanho insignificante.

Em países civilizados, como nos Estados Unidos onde resido, o uso da bicicleta nos grandes centros urbanos é limitado, pois a maioria opta pelo uso do carro, metrô e ônibus. Mas há exceções . A cidade de Nova York implantou, com o patrocínio do Citibank,  um sistema que permite ao usuário alugar uma bicicleta num ponto da cidade e devolvê-la em outro,  pagando com cartão de crédito.

O brasileiro tem o péssimo costume de imitar os americanos em muitas coisas, especialmente na área musical e moda, mas falha ao não tentar imitá-los em relação ao respeito pelo ciclista.

Ciclista aqui não é um coitado,  que não tem dinheiro comprar um carro,  ou pagar a tarifa de transporte público; mas por alguma razão prefere ir de bicicleta ao seu destino.

Quando um automóvel encontra um ciclista no mesmo sentido de direção e necessita ultrapassá-lo,  isto é feito com um cuidado cirúrgico. O motorista está 100% consciente de que se causar ao ciclista uma queda isto vai lhe custar entre outras coisas, pagamento de advogado, audiências nas cortes, pagamento das despesas hospitalares da vitima (só a ambulância fica em 700 dólares) . Ainda há o risco de ter sua carteira de habilitação suspensa, cancelada e houver morte do ciclista, uma provável condenação por homicídio.

Infelizmente onde a cultura latina predomina (do México até a Terra del Fuego),  prevalece o descaso, falta de pulso forte por parte das autoridades competentes e leis obsoletas.

A morte de meu irmão, ao que consta parece não ter sido imprudência do motorista, mas um desequilíbrio que acabou por resultar no atropelamento. Mas pelo código de trânsito, o outro veículo deveria estar distante, pelo menos 1,5 metro.

Certamente acidentes continuarão acontecendo enquanto houver motorista e ciclista dividindo o mesmo espaço.

Ciclistas perderão vidas ou a mobilidade física como conseqüências de tais acidentes. Se existe no código de transito uma regra de que o veículo deva passar a um metro e meio do ciclista,  então é responsabilidade dos órgãos de segurança fiscalizar e multar os infratores. 

Infelizmente há motoristas que  aprendem a lição quando seu bolso é afetado. O respeito pelo ciclista não deveria ser motivado apenas por causa de multas, mas conscientizar de que sobre a bicicleta está um ser humano, um pai de família, um estudante, um esportista, etc.


Pedalar na cidade de São Paulo é uma aventura. Aliás , viver é uma aventura que só termina quando o protagonista encerra sua carreira, as vezes de forma trágica. 

Posteriormente se inicia outra aventura desconhecida – a eternidade.



VIVER É UMA CONSTANTE AVENTURA


                                                                            TEXTO DAVID MORENO LEITE
                                                                              (irmão)

Estávamos na  década de 80 e, retornando do Ginásio para casa,  encontrei meu irmão Noel Moreno Leite  no portão, de noite, montado em sua  uma bicicleta Caloi,  com a mochila nas costas.  Ele disse-me:

- Vou de bicicleta para Manaus.

A princípio foi difícil acreditar que ele estava falando sério. Nos despedimos  e fiquei a pensar com meus botões:

- Cada louco com sua mania!

Num tempo que a Internet não era uma realidade,  telefones celulares do tamanho de um tijolo e obter uma linha de telefone fixo era como ganhar na loteria, a falta de comunicação,  entre ele e a família,  nos deixou ao mesmo tempo curiosos e preocupados.

Certamente foi uma aventura ousada para a época e ainda é. O espírito aventureiro sempre acompanhou meu falecido irmão Noel. E porque não dizer, parece estar no sangue da família. Embora de forma diferente, minha irmã quando jovem, vendeu tudo, pediu demissão da empresa, partiu para  a França (grávida de 7 meses).  Para nós o simples fato de ir a Bariloche ou Paraguai era algo fantástico.

Eu, anos mais tarde me tornei missionário e fui enviado para a África do Sul. De lá fomos para Austrália (Sydney) onde residimos por seis anos. Neste período estive no Japão, Filipinas, Índia e Nepal em viagens de pequena duração. (nos dois últimos países, por seis vezes).

Voltando a aventura de bicicleta, segundo relatos do próprio Noel,  trafegou pela via Anhanguera até atingir o coração do interior paulista,  quando a bicicleta mostrou sinais de falência.  Acabou por vendê-la e seguiu a viagem de carona em caminhões.  Por fim chegou a Brasília. Noel então desistiu  do destino Manaus e retornou para São Paulo , utilizando o mesmo método de carona.

Ao longo dos anos de convivência com meu irmão, sempre tivemos um bom relacionamento, exceto algumas discordâncias, coisas comuns entre irmãos.  Lembro-me quando eu e minha esposa estávamos para comprar nossa primeira casa, ele ficou empolgadíssimo e,  embora não tivesse capital disponível para nos emprestar, , doou alguns objetos que poderiam ser usados na negociação da casa.

Minha mudança para outro estado nos separou e quando fui para o campo missionário, ainda mais. Como evangélico, uma das orações mais freqüentes sempre foi pedir proteção e salvação para minha família 

Com a morte súbita de meu irmão num acidente de transito, retornando de uma mais uma de suas aventuras, paro para pensar se minha oração atingiu o objetivo e me pergunto:

-   Por que teve que ser assim?

Há coisas que acontecem em nossa vida que só  entenderemos muito tempo depois, ou talvez nunca cheguemos a compreensão. Mas a realidade é que ele já faz falta na vida de familiares, parentes, amigos, companheiros de trabalho.  Minha irmã nem se fala, era muito unidade a ele. 


Obviamente,  toda pessoa sabe que um dia, mais cedo ou mais tarde, chegará a sua vez de encerrar as atividades humanas e entrar no âmbito espiritualnão importando a qual religião, igreja ou seita pertença.   O Juízo Final está na Bíblia e certamente acontecerá.   


Aos que escaparam da condenação do Mensalão, certamente receberão o veredicto divino.   Ladrões, adúlteros, corruptos, homicidas, viciados, etc.  A lista é grande.

Reflito, triste,  na possibilidade de que se meu amado irmão  Noel abandonasse o espírito aventureiro, em cima de uma bicicleta, seu final talvez fosse diferente e estaria conosco por longos anos.   Quem sabe!    

Ele era funcionário público há 25 anos, em um hospital,  nunca faltava.  Ficou super orgulhoso quando ganhou um diploma por seus serviços.   Nas raras oportunidades de folga, pedalar de bicicleta era a sua compensação.  Não bastava pedalar no bairro que vivia,  nem no Parque do Ibirapuera,  ele queria de ir mais longe, por isto partiu dia 31.01.2015 para Paranapiacaba, Serra do Mar (litoral de São Paulo).


Como missionário já passei por momentos que poderiam ter sido o meu fim.   Quase capotamos o carro numa estrada na África do Sul, por dormir no volante, causado por exaustão de longas viagens consecutivas.   Não creditamos o livramento de morte a minha habilidade como motorista ou sorte,  mas a intervenção divina. 

Outra vez nosso carro foi perseguido por ladrões à noite,  numa estrada deserta neste mesmo pais. O desfecho poderia ter sido trágico ou traumatizante,  na melhor das hipóteses.  

Na África do Sul pós apartheid,  ser branco é ponto negativo. Quando tais emboscadas acontecem, além de estupros e roubos, às vezes matam as vítimas.   Ali sofremos quase 10 quilômetros de perseguição;  conseguimos chegar a uma pequena cidade,  quando eles desistiram da intenção. Mais uma vez credito a proteção de Deus.


No Nepal costumava alugar uma moto para me locomover, da cidade onde era a nossa base missionária, (Popkhara) para Baratpur,  cerca de 40 quilômetros. E numa destas viagens,  um ônibus de passageiros me fechou e acabei por sair da pista.  Felizmente nada me aconteceu e não havia precipícios na proximidade.  Muitas vezes utilizei o transporte público neste pais, com ônibus velhos, manutenção duvidosa e cujas estradas são frequentemente construídas ao lado de precipícios.  Quando acontecem acidentes poucos sobrevivem. 

Como viajar era parte de meu trabalho missionário, era necessário fazê-lo, sem considerar os perigos que estávamos sujeitos. Tenho aprendido ao longo dos anos que quando colocamos nossa vida nas mãos de Deus o medo desaparece.  A coragem e determinação prevalecem. Obviamente devemos fazer nossa parte no que se refere a medidas de segurança, precauções, planejamento, etc.

A aventura tem preço. Muitas pessoas morreram prematuramente ao tentar entrar para o livro de Recordes ou realizar uma façanha,  para impressionar os amigos do Facebook.  Temos dezenas de relatos de pessoas que estavam sob o efeito de drogas ou álcool, que morreram prematuramente por acidentes automobilísticos, esportes radicais, aventuras audaciosas, etc.   O Everest, por exemplo,  já tirou a vida de mais de uma centena de aventureiros que tentaram desafiar a altura da montanha ignorando os riscos.

É certo que poucos sabem que dia irão partir desta vida para outra, mas há muitas que a antecipam. Vejamos um exemplo recente do brasileiro que foi executado na Indonésia,  por traficar drogas. Morreu em conseqüência de seus próprios atos. Tivera ele outra mentalidade e preferisse o trabalho honesto, uma vida simples, estaria vivo até os dias de hoje. Mas o lucro fácil, as tentações e prazeres foram mais fortes.


Viver é uma constante aventura.  

      David Moreno Leite








BLOGS DOS ASCENDENTES DE NOEL MORENO LEITE :


FAMÍLIAS:       POLIDO  -  GONZALEZ  -  MIRON  -  HURTADO



FAMÍLIAS:   MORENO SANCHEZ GARCIA


FAMÍLIA  LEITE  (ROCHA – FERREIRA )






Em 2014, surpresa para o aniversário dele. Fiz um blog dos bichinhos que ele e a família trabalharam


http://artebolinhadegude.blogspot.com.br/






NOEL gostava de repetir algumas histórias vividas, uma delas gerou muita gargalhadas.  Depois que meu irmão partiu para a morada eterna,  rapidamente coloquei a memória para funcionar e tratei de escrever uma destas histórias,  a qual foi publicada em um livro da CBJE -  CÂMARA BRASILEIRA DE JOVENS ESCRITORES (Rio de Janeiro).  Clique no link abaixo e leia...






A GAITA DO NOEL
Oh saudades meu querido,  meu amado irmão.
















Sinto a presenca de meu irmao em toda flor.


         

OH SAUDADES QUE DÓI.   NÃO PARO DE PENSAR EM MEU IRMÃO.  ELE FOI O MEU MELHOR AMIGO, FOI TUDO DE BOM QUE ALGUÉM PODE SER NA VIDA DE ALGUÉM.

ENTRE NÓS FLUIA MUITO AMOR,

MUITO CARINHO, POR ISTO VIVO CADA SEGUNDO DE MINHA VIDA PENSANDO NELE,
COM MUITA SAUDADES.

GOSTARIA QUE MUITA COISA TIVESSE SIDO DIFERENTE.  SEMPRE DESEJEI A FELICIDADE DELE, SEMPRE.

O DIA 02 DE FEVEREIRO DE 2015  FOI O DIA MAIS TRISTE DE MINHA VIDA. 

NUNCA MAIS SEREI FELIZ COMO EU ERA.

Marina (agosto 2015)




Todos os dias ando no nosso quintal, tudo lembra meu irmão, oh saudades.    De repente eu observo algo diferente em alguma flor ...
É ele no meu coracão. 





Os nossos familiares e parentes que já se foram devem ser sempre lembrados, por tudo aquilo que representaram em nossa vida. 


(Aloísio Guimarães)



Concordo com o escritor acima, quando enviou esta mensagem para mim, 
após publicacao da história A GAITA DO NOEL  em seu blog.   Obrigada. 




O meu irmão Noel teve um passado bonito,  
uma memória de vida bonita.
Lembrar dele não é viver de passado,  é manter a história DELE viva.  


Não importa como as pessoas são ao redor, importa a nossa capacidade de se resolver, nas coisas mais simples da vida.
Não são todos que podem ser lembrados com tanta coisa boa, como meu irmão.





Lembrarei de meu irmão NOEL como se estivesse aqui ao meu lado,

curtindo música,  saboreando algo,  conversando....    

E nada melhor do que lembrar dele,
escutando Pasquale tocar.....

Ou assistindo vídeos dele em trens,  tanto na Itália, Holanda, 

como também em Salvador.




Saudades meu irmão Noel




    

          Década de 1980  SÃO PAULO





POESIA PUBLICADA NO LIVRO ....TUDO AZUL
( Noel era brasileiro e espanhol )



POESÍA DE DESPEDIDA


¿Y ahora?
Bicicleta sin ciclista,
Paisaje sin alguien.

Pruebo el silencio amargo, la ausencia,
Anclado en el espanto absoluto, inimaginable.

Pruebo la despedida,
Las lagrimas, la añoranza.

¡Siempre tuve tantas cosas que decirle!
¿Y ahora? ¿Y ahora?

Por fortuna tú la viste,
Por fortuna publiqué una poesía
Declarando mi amor por ti.

¿Y ahora? ¿Y ahora?
¡En esta poesía de despedida,
Me abrazo a tu recuerdo!

¿Y ahora?
¡Ahora viviré con la esperanza de que un día…
Nos podamos encontrar!


   Poesia de:   Marina Moreno

   Traducción: Juan Martín   (Madrid)









Hoje 31.12.1015  não tem como não lembrar, como sempre,  o meu irmão.  Ele trabalhava em um hospital de muito movimento, comentava  que, em ocasiões de festas,   eram períodos de grande movimento no hospital (ou seja, período das bebedeiras,  acidentes no transito,  brigas em decorrência da bebida, etc.)

NOEL MORENO LEITE,  um trabalhador dedicado,   sempre trabalhava nos feriados.   Na passagem de 2015 para 2016 foi mais uma noite de trabalho para ELE.   Enquanto todos os familiares estavam festejando,  ou no mínimo em suas casas,  MEU IRMÃO ESTAVA TRABALHANDO.

Eu faria uma surpresa para ele, ia no hospital ficar com ele,  mas ocorreu algo e não fui.  Passei em casa com minha mãe,  para que ela não ficasse sozinha.

Depois ele disse para mim que o movimento estava tranquilo,  então ele deu uma fugidinha para o teto do hospital,   para ver os fogos.   Falou rindo,  feliz.    É assim que ele era,  pelo menos quando estávamos juntos.  Noel,  meu amado irmão, que saudades!    Que falta vc me faz.    Eu tenho um monte de coisas para agradecer em minha vida,  mas não dá para comemorar qualquer coisa sem vc.




               Marina (31.12.2015)    14:32 hs.






Outras fotografias, diversas épocas

2014  VILAS JACUIPE ( CAMACARI-BA)




Noel em um dos passeios que mais gostou: Foi para a casa dos familiares da esposa,  na oportunidade conheceu Petrolina, Juazeiro, Sr. do Bonfim.  Neste passeio ficou admirado com o Rio Sao Francisco (ao fundo).





Com o sobrinho José Moreno na cidade holandesa, onde fica o Museu dos Moinhos.  Passeio lindo.  Foto clicada por mim (a irmã).










 - 2016


Meu irmão foi uma pessoa digna, ética, bom. 

Noel trabalhou a vida inteira, amava os filhos.

Comprou sozinho uma (única) propriedade e,  agora, alguém está tentando tirar o  direito dos seus 4 filhos, a  única herança material que meu irmão deixou para eles. 

Tudo isto porque Noel confiava nas pessoas.

 É justo o que está acontecendo?
De onde ele estiver,  deve estar bem triste com alguém.


                                
                             Aqui a gente faz, mas DEUS TUDO VÊ.

                                                        ass.  Marina (irmã)








x








Teto do Hospital Campo Limpo (Jd.Casa Blanca) onde Noel Moreno Leite trabalhou por mais de duas décadas.    (Na área a esquerda...atualmente Garagem da Viação Campo Belo)





Aliás, dia 27.07.2016 uma cliente dele ligou para a casa de minha mãe:  Dna.Tereza.  Ela o procurava para realizar  serviço para ela.  Como não tenho o número dela,  e de outros amigos,  não pude avisar do ocorrido.  Noel realizava alguns serviços por gostar da pessoa.  Ele era igual meu pai.  Náo trabalhava apenas por dinheiro...  mas sim também pela amizade que fazia com as pessoas.


Dia 05.08.2016  Minha mãe encontrou com uma pessoa ex-namorada de meu irmão, ficou muito triste pelo que aconteceu.  

Ao longo do tempo conhecemos pessoas,  também nos afastamos por alguma circunstância.   Mas ficamos com as lembranças.  Infelizmente não tenho contato com todas as pessoas que meu irmão conhecia, para que fossem avisadas.     De qualquer forma,  existem pessoas que ficam vivas eternamente dentro do nosso coração.  E assim a vida segue....



x











Em 2013 eu escrevi a poesia acima para meu irmão, a qual foi publicada em um livro.   

Quando dei o livro ele sorriu, com o jeitinho simples de sempre.

Por mais de meio século convivemos em harmonia, sem este negócio de brigar,  disputar, etc.   Demonstrei meu grande amor por ele...  e ele por mim. Como é nobre este sentimento.

O amei tanto, que não suportava pessoas próximas fazendo coisas negativas para ele.    Pois é...  










x



x

Como é bom lembrar de você.....querido Noel.
Como é bom lembrar as coisas que vivemos, que rimos...
Como é bom relembrar tudo que passamos juntos.
Foi muito amor.
Você partiu mais cedo,  mas continua em meu coração.

                               (17.09.2016)  


x



02.11.2016   Dia de Finados




Sim...
De vez em quando vou ao local onde guarda parte dele,

Sim...
Tiro alguns matinhos,  rego,  planto alguma flor.
Ali está parte dele,  parte do que ainda ficou.

Mas a alma,  tenho certeza está no céu,
no coração de quem o amou.

Eu disse ...  AMOU!

Amou não é o mesmo que "Gostou".
Amar é quase esquecer de si próprio,
É defender,  é sentir no peito,
É respeitar,  sobretudo...
AMAR É CUIDAR.





x




3 comentários:

  1. Fascinante! belo trabalho, parabéns, uma lembrança eterna.

    ResponderExcluir
  2. Eu conheci Noel, namorei o filho dele, Daniel Moreno Leite,grande homem o Noel,gente fina outro nivel de pessoa, senti muito ao saber de sua morte, agora ele descança nos braços de Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, agradeço sua mensagem.SIM, meu irmão NOEL MORENO LEITE era gente fina, trabalhador, uma pessoa do bem. Ele se encontra nos bracos de Deus, como afirmou vc. E continua VIVO no coração de quem o amou. Meu amado irmão está em meu pensamento, sempre, pois fomos muito unidos. ELE CONTINUA EM MEU CORAÇÃO....COMO SEMPRE ESTEVE. bj. Vanessa.

      Excluir